Aqui você encontrará as perguntas mais freqüentes organizadas por Sistemas. Buscamos ajudar os usuários com suas principais dúvidas e dificuldades na utilização e processos dos sistemas DigiSat

Sistema Comercial G5

 

Devido a definição do Perfil V do ER-PAF-ECF 02.02: 
Se o estado for SC , sempre será emissão de cupom fiscal, ou seja, não terá NFC-e; Se for outro estado onde o usuário não incluir uma ECF na habilitação, será automaticamente NFC-e; Se for outro estado onde o usuário incluiu na habilitação alguma ECF, será automaticamente emissão de cupom fiscal, não terá NFC-e.

Para que os servidores que hospedam os SISTEMAS DIGISAT possam garantir um bom nível de confiabilidade e robustez ao sistema, devem ser observados alguns aspectos, os quais se ignorados podem vir a comprometer a integridade do hardware do servidor e do banco de dados:

1 – Backup : A empresa deve possuir uma política de backup eficiente. Mesmo que nunca venha a ser usado ele é a garantia de que numa fatalidade os dados possam ser recuperados. E realmente ele é a única salvação em alguns casos, casos estes em que muitas empresas percebem que o ultimo backup realizado data de vinte dias atrás. Como solução até o momento, recomendamos um aplicativo de terceiros chamado COBIAN, onde segue link do mesmo, que pode ser salvo em qualquer local para ser configurado. http://digisat.com.br/ftp/auxiliares/aplicativos/COBIAN_cbSetup8.exe;

2 – Hardware confiável : O servidor deve ser um hardware confiável. Ele realizará o processamento de todas as estações e é nele que o banco de dados da empresa estará armazenado. Por mais caro que venha a ser um Hardware ele nunca chegara ao valor das suas informações;

3 – Uso do NoBreak : O Banco de dados é um arquivo comum como um texto do Word ou uma planilha. Como tal esta sujeito a fatores externos como raios e corte de energia. O NoBreak minimiza esses fatores para que não venha a corromper com isso;

4 – Uso indevido do servidor : O servidor deve conter apenas programas realmente necessários e que não possam estar abrigados em outras maquinas da rede. Editores de texto, Planilhas, Internet, jogos, musicas, imagens, etc devem ser hospedados em outras maquinas. Manutenções e mudanças no servidor devem ser estudadas para que não causem dano ao sistema;

5 – Confiabilidade da rede : A rede é o meio de transporte das informações. Então é fundamental que a mesma esteja confiável, aumentando a qualidade das informações e a performance do Sistema;


Os requisitos acima são fundamentais para o perfeito funcionamento do SISTEMA e de qualquer outro software. 

No menu principal do sistema G5 clique em Cadastros > Pessoas

Na janela que abrir, que será 'PESSOAS', clique em 'F5 Incluir' , informe o nome do novo operador e em 'TIPO DE CADASTRO', marque a opção Usuário e clique em 'F7 Gravar'

Após pressione 'F12 Permissões', defina o nome de usuário e um acesso alternativo para facilitar o acesso ao sistema.

Na guia permissões, marque os quadros correspondentes aos módulos que deseja liberar ao usuário e por fim grave o cadastro.


Obs: O sistema deve ter um usuário com acesso a todos os módulos para poder ter o controle de todos os demais usuários.

No módulo Cadastros > Pessoas > Tipo de cadastro é necessário definir no campo Limite de crédito

Para que o sistema possa obedecer ao limite de crédito nas vendas a prazo a este cliente.

Preenchendo esta opção o sistema permitirá que o cliente realize compras a prazo, e também impedirá a venda a prazo quando o cliente não tiver mais saldo disponível.

O programa validador ECF contempla a lista de códigos, que está disponível no link a seguir, então para saber qual é o código correto para sua ECF, deverá na listagem, encontrar a marca, modelo e versão da epron da sua impressora (Geralmente no final de um cupom ou leitura X)  e verificar os 6 dígitos da identificação (marca, modelo e versão epron) e preencher em Saídas > Ponto de vendas > Código Nacional.

http://www.fazenda.mg.gov.br/empresas/ecf/informacoes/tabcniee.pdf

Esta opção deve ser configurada no sistema G5 para passar etiquetas de código de barras com preço ou peso gerados pela balança.

Primeiramente deve-se ir em Cadastros > Produtos e Serviços > Produtos(Mercadorias) > marcar a opção 'Pesável';

Após entrar em Auxiliares > Configurações > Cadastros >  Definir campos 'Casas decimais no valor unitário' e na 'Casas decimais na quantidade' e definir o campo
 'Informação no código de barras'.

Com o Sistema G5 aberto, vá até Auxiliares > Configurações > Saída > Saída - Servidor > Marque a opção "Imprimir o carnê na venda a prazo", sendo que para uso com ECF, precisará ter o relatório gerencial cadastrado na impressora fiscal, chamado PARCELAMENTO.

O item é impresso no cupom no exato momento em que é registrado no sistema, ou seja, para atribuir uma quantidade diferente de um é necessário executar o procedimento abaixo antes de registrar o produto:

a) Com o PDV em execução, abra o cupom em (F4 - Abrir Documento Fiscal)

b) No espaço onde o produto é registrado, informe a quantidade seguida do sinal de multiplicação(*) e o código/barras ou nome do produto a ser vendido e pressione a tecla "Enter".. Exemplo: 12*1

Neste momento, será lançado em tela o item desejado com a quantidade inserida.

Quando necessário dar um desconto ou acréscimo, tanto no total do cupom quanto no total do item, informe o valor ou o percentual, seguido do sinal correspondente ao tipo de operação que deseja fazer, (-) para desconto (+) para acréscimo.
Caso opte por dar um desconto ou acréscimo em percentual devesse atribuir o sinal (%) seguido do sinal correspondente a operação desejada.

Exemplos: 10,00%-   10,00%+ ou 10,00- 10,00+

IMPORTANTE: Para aplicar um desconto\acréscimo no item, deve-se primeiro selecionar o item no qual deseja atribuir o desconto\acréscimo, porém algumas impressoras fiscais só aceitam aplicar no último item até então lançado no cupom fiscal, outras aceitam aplicar em qualquer item independente da ordem de lançamento.

Deverá entrar em Saídas> Ponto de vendas> Pressione CTRL + F12 e entrando em cada uma das opções;

Basta pressionar Enter, onde o sistema automaticamente irá cadastrar as espécies, relatórios e totalizadores padrões para uso do ECF.

OBS: Necessário efetuar este procedimento, apenas na primeira execução do ponto de venda, ainda com o dia fechado na ECF.